Skip to content

Categoria: Seriados

Chilling Adventures of Sabrina: bruxaria e um pouquinho de feminismo, sim!

Os dogmas do satanismo e sua celebração baseada nas tendências humanas naturais, como ganância, luxúria e vingança, desempenham um papel que chega a ser desconfortavelmente importante na nova série do Netflix, que estreou finalmente nesse dia 25 de outubro (esperei o ano todo, Praise, Satan!): Chilling Adventures of Sabrina, traduzido para o português como O Mundo Sombrio de Sabrina.

Friends: uma série racista a menos para a minha lista.

Durante dez temporadas, Friends contou com apenas com 32 personagens negros que, no mínimo, tiveram uma pequena fala ou interação na série. Apenas 13 foram apresentados em cargos de chefia ou diplomados, como a professora de paleontologia Charlie Wheeler, única negra a estar no elenco recorrente da comédia. Ela entrou no final da nona temporada como par romântico de Ross.