Skip to content

6 curiosidades sobre o hímen que você precisa conhecer.

O hímen nada mais é do que uma fina pele presente no início do canal vaginal. Se você tiver um, ele pode facilmente ser visto com um espelho.
Qualquer produto de uso intravaginal pode romper o hímen, mas isso vai depender do tipo de hímen que a mulher tem, se ela tiver um!
Cada mulher é única, algumas possuem um hímen muito frágil facilmente rompido com atividades do dia-a-dia que incluem andar a cavalo, dançar ou até mesmo andar de bicicleta!
Outras possuem um hímen mais grosso que às vezes nem a relação sexual é capaz de romper inteiramente.
Preciso repetir?
Caso a mulher ainda tenha o hímen, e muitas vezes ele apenas se desloca, podendo voltar a posição anterior!
Há duas grandes questões aqui: primeiro, nem todos os hímens são criados iguais. Algumas pessoas nascem com hímens que não estão intactos. E, segundo, mesmo que alguém nasça com ele intacto, o hímen pode romper-se devido a uma variedade de atividades não-sexuais, como andar a cavalo ou ginástica. Por mais que alguns médicos acreditem que é possível provar através na observação do hímen, o resultado na maioria das vezes será inconclusivo.
As pessoas normalmente dizem que virgem é alguém que nunca praticou sexo. Mas o que conta como sexo? Sexo oral conta? Mas então, gays e lésbicas são sempre virgens?
Pense: a valorização da virgindade só afeta mulheres. Não há testes para pessoas sem vagina. Isso porque a virgindade e a pureza sexual emergiram em tempos remotos como uma forma de controlar o comportamento das mulheres.
E isso tudo faz até a gente repensar o termo “perder a virgindade” já que no final das contas, dentro do seu corpo, nada foi perdido ou tirado de você.
Não há nada errado em escolher esperar para ter sexo. Mas vamos nos certificar de que damos às pessoas jovens informações factuais que as ajudem a tomar essa decisão. Fornecer educação sexual abrangente, que poderia explicar que um teste de hímen não é uma forma precisa de testar a virgindade, poderia ser um bom começo.
Como disse Simone em O Segundo Sexo: “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher”.

Ilustrações:

Día del orgasmo femenino, por P.Nitas.

Layse Almada.

Rupi Kaur na série sobre menstruação que foi censurada pelo Instagram, por Lola Vendetta, por Raquel Riba Rossi.

The Vulva Gallery, por Hilde Atalanta.

Referências:

6 mitos sobre seu hímen, Andréa Romão.

“Minha virgindade não tem nada a ver com meu hímen”,  Andréa Romão, do canal Kama Sussa.

Virgindade, uma Construção Social, por Lola Aronovich.

Comentários

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *